Notícias


VERDÃO

05/04/2021 às 09:46:00

Zé Rafael projeta final entre Palmeiras e Defensa y Justicia: ''Muito difícil''


Após conquistar o Campeonato Paulista, a Libertadores e a Copa do Brasil de 2020, o Palmeiras visa faturar os primeiros títulos da temporada 2021. O atual foco do Verdão é no Defensa y Justicia, da Argentina, rival na decisão da Recopa Sul-Americana.

O confronto de ida será realizado já nesta quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), no estádio estádio Norberto "Tito" Tomaghello. Já a volta vai acontecer no dia 14, no mesmo horário, no Mané Garrincha, em Brasília. Antes da segunda partida, no entanto, o Alviverde ainda disputa a Supercopa do Brasil, contra o Flamengo, no dia 11.

Em entrevista à TV Palmeiras, o meia Zé Rafael falou sobre a importância de iniciar a temporada com títulos. O camisa 8 também projetou o embate contra o Defensa y Justicia.

"A gente sabe que vai ser um jogo muito difícil. É sempre muito difícil enfrentar equipes argentinas, é uma final, e estamos nos preparando para chegar lá e fazer uma grande partida. Iniciar a temporada com um título é sempre muito importante e muito bom. Espero que a nossa equipe consiga trazer esse dois títulos que a gente tanto almeja”, afirmou.

Em 2020, Zé Rafael foi peça importante para o Palmeiras, disputando 62 jogos e sendo titular em todas as finais disputadas. Para o jogador de 27 anos, o sucesso obtido foi fruto de muito trabalho.

"Acho que 2020 vai ficar marcado na memória de todo o palmeirense. Nossa equipe trabalhou muito. Teve um período parado na pandemia onde a gente trabalhou, continuou se dedicando diariamente em casa para que pudéssemos colher frutos. Acho que tudo que a gente conquistou durante esse ano foi fruto de muito trabalho, dedicação e comprometimento", destacou.

Apesar das conquistas, Zé Rafael sofreu com lesões no tornozelo durante a temporada. Para que os problemas não se repitam, o atleta tem cumprido cronograma individualizado e já voltou a treinar com o restante do elenco.

“Esse período sem jogos do Paulista foi bom para mim porque pude trabalhar e ter um tempo que não tive em 2020 para me recuperar e fortalecer o tornozelo. Pude fazer um cronograma diferente com a equipe do Núcleo de Saúde e Performance para aprimorar e agora estar mais próximo do meu 100%", disse.

COMENTÁRIOS (Os comentários são de responsabilidade do autor, e não correspondem à opinião do SBNotícias).