Notícias


Saúde

13/01/2022 às 21:06:00

Paciente com Covid-19 é transferida para SP e familiares se dizem inconformados

Segundo a Prefeitura, a ocupação de leitos na cidade era de 0%


Aposentada Isaura Pires foi mandada para SP

A aposentada Isaura Rodrigues Pires, de 64 anos, moradora na Vila Linópolis, em Santa Bárbara d’Oeste, foi diagnosticada com Covid-19 e foi transferida nesta quinta-feira (13), para o Hospital da Brasilândia, em São Paulo.

De acordo com relato de familiares, ela começou a passar mal na terça-feira (11) e na madrugada de quarta-feira (12) foi levada até o Pronto-Socorro Dr. Edison Mano, onde permaneceu internada com oxigênio, dor de garganta, chiado no peito e pressão alta.

Na tarde desta quinta-feira (13), por volta de 14h, a paciente foi encaminhada para o Hospital da Vila Brasilândia, na capital paulista.

A paciente foi levada sozinha para São Paulo e familiares estão reclamando da transferência quando poderia ter sido encaminhada para a Santa Casa. “Estamos todos inconformados de mandar ela tão longe”, disse a filha, Ivaldete Cristina Lodo. Segundo ela, a mãe está com 75% dos pulmões comprometidos conforme resultado de tomografia. “Falaram que ia transferir ela, só que não imaginei que fosse levar minha mãe para SP, pensei que era aqui no hospital de Santa Bárbara, porque não é certo minha mãe sair daqui sozinha e ir para SP, estou muito preocupada porque somos daqui, e outra ela foi sem documento nenhum, sem roupa para trocar, não sei a situação em que ela está lá, quero questionar a Prefeitura porque mandaram minha mãe lá e não aqui no Hospital Santa Bárbara?, questionou a filha Adriana. “Eu também quero questionar a Prefeitura de Santa Bárbara porque a minha mãe mora aqui e teria que ser internada no hospital da cidade e não em São Paulo”, reclamou a filha Eliane. 

Desde meados de dezembro e até o último boletim epidemiológico datado do dia 7 de janeiro de 2022, publicado no site da Prefeitura: www.santabarbara.sp.gov.br, a administração informa que há 0% de ocupação de leitos públicos de UTI, com respiradores e sem respiradores.

No dia em que a Prefeitura desativou o Hospital de Campanha, que funcionava no antigo campus da Unimep, em 17 de novembro de 2021, a assessoria municipal informou que a população barbarense tinha à disposição 20 leitos de UTI e 10 leitos clínicos no Hospital Santa Bárbara para tratamento de Covid-19.

Reprodução de boletim epidemiológico publicado pela Prefeitura no dia 7/01/2022


A administração publicou na ocasião: “Em caso de sintomas da Covid-19, o cidadão deve procurar por uma das Unidades Básicas do Município ou os prontos-socorros para diagnóstico. E caso a internação seja necessária, a rede pública barbarense dispõe atualmente de 20 leitos de UTI Covid-19 e 10 leitos clínicos de Covid-19 – todos instalados no Hospital Santa Bárbara”.

Pergunta: Se não há pacientes internados, por que a paciente foi transferida para São Paulo?

A reportagem tentou contato com a diretoria da Santa Casa, mas não obteve retorno até a publicação da matéria. 

COMENTÁRIOS (Os comentários são de responsabilidade do autor, e não correspondem à opinião do SBNotícias).