Notícias


SAÚDE

19/01/2021 às 17:32:00

Nova Odessa define cronograma de vacinação dos profissionais da Saúde


A Prefeitura de Nova Odessa, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, definiu na terça-feira (19/01) o cronograma de vacinação dos profissionais de Saúde que atuam na linha de frente do combate ao novo coronavírus no município. Trata-se exatamente do grupo priorizado pelos governos Federal e Estadual para receber as primeiras doses da vacina contra a Covid-19 na 1ª fase do calendário de imunizações.


De acordo com informações da coordenadora da Vigilância Epidemiológica Municipal, Paula Mestriner, os 650 profissionais da Saúde – entre servidores municipais e profissionais que moram no município mas atuam em outras cidades ou na rede privada – serão imunizados a partir de um cronograma pré-estabelecido.


“A prioridade ‘número 1’ é atender os servidores que fazem a linha de frente no atendimento e acolhimento dos pacientes com Covid-19. Criamos um cronograma para que possamos encaminhar a vacina por ordem de prioridade. Ainda não sabemos a quantidade de imunizantes que receberemos do Ministério da Saúde ou do Governo do Estado para iniciar os trabalhos e, por isso, é fundamental ter um cronograma pré-estabelecido, para que possamos garantir primeiro para os servidores que realizam o primeiro atendimento junto aos pacientes suspeitos e infectados”, explicou Paula.


O cronograma de vacinação entre os profissionais da Saúde prevê atendimento inicial aos servidores que atuam na UR (Unidade Respiratória) do Jardim Alvorada, no Pronto Socorro do Hospital e Maternidade Municipal, na Rede de Atenção Básica (ou seja, nas UBSs –Unidades Básicas de Saúde), seguidos pelas equipes da Administração, Ambulatório de Especialidades, Vigilância em Saúde e profissionais de outras redes que residem no município.


As doses serão aplicadas no local de trabalho dos servidores da Saúde, com exceção dos profissionais autônomos e liberais, que deverão receber a dose já no Ginásio Municipal do Jardim Santa Rosa. “Ressalto que ainda não sabemos a quantidade de vacinas que receberemos neste primeiro lote. Temos que administrar toda essa questão já pensando na segunda dose, que será dada 21 dias depois da primeira. Por isso, planejar essa aplicação é importante para que tenhamos êxito neste trabalho de imunização”, destacou a coordenadora.


PLANO MUNICIPAL


O Plano Municipal de Vacinação contra a Covid-19 foi elaborado pelas equipes da Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância Epidemiológica, com apoio do Núcleo Interno de Planejamento e Combate ao Coronavírus – criado no último dia 1º de janeiro pelo prefeito com esta finalidade e gerido pelo secretário da pasta, Nivaldo Luis Rodrigues.

A princípio, as datas e fases do Plano vão seguir os planejamentos divulgados pelos Governos Federal e do Estado. Assim, a primeira fase da ação de imunização está prevista para começar na próxima segunda-feira, 25 de janeiro, pelos profissionais de Saúde – ou tão logo a cidade recebe as primeiras doses.

Nesta primeira etapa, cerca de 650 profissionais da Saúde residentes no município serão vacinados, conforme cronograma. Parte desse grupo já deve ser vacinado no Ginásio Municipal do Jardim Santa Rosa – que fica na Rua João Bassora, nº 500. O ginásio está sendo especialmente preparado para receber o programa de imunização.


Em seguida, a partir de 08 de fevereiro, será a vez dos munícipes idosos com 75 anos ou mais de idade. No dia 15 de fevereiro, começa a vacinação das pessoas com idades entre 70 e 74 anos. No dia 22 de fevereiro, é a vez de quem tem entre 65 e 69 anos tomar a vacina. A partir do dia 1º de março, idosos entre 60 e 64 anos poderão ser imunizados. No total, a previsão é a de atender a um público de 5.722 idosos da cidade.


A segunda dose da vacina (seja ela qual for enviada para o Município) será aplicada 21 dias após o paciente receber a primeira, também no Ginásio do Santa Rosa. O início da aplicação da segunda dose para o último grupo prioritário acontecerá, assim, em 22 de março. “Esse cronograma foi definido pelo Governo Estadual e é padrão para todos os municípios paulistas”, reforçou a Secretaria Municipal de Saúde.


(Foto Divulgação Gov. de São Paulo)

COMENTÁRIOS (Os comentários são de responsabilidade do autor, e não correspondem à opinião do SBNotícias).