Notícias


TRAGÉDIA

22/06/2022 às 14:26:00

Homem que atacou passageiros em ônibus, em Piracicaba, tem prisão preventiva decretada


(Fotos: reprodução)

O homem que esfaqueou e matou três pessoas e deixou três feridas dentro de um ônibus, na tarde de ontem (21), em Piracicaba, teve prisão preventiva decretada pela Justiça após audiência de custódia realizada na manhã desta quarta-feira (22) e está preso na carceragem do Plantão Policial do vizinho município.

José Antônio de Santana Filho, de 52 anos, morador em Piracicaba, foi preso em flagrante ontem pela Polícia Militar. A Polícia Civil investiga os motivos do ataque, já que ele escolheu as vítimas aleatoriamente e não tinha vínculo com nenhum dos passageiros, segundo a delegada Juliana Ricci, da Divisão Especializada em Investigações Criminais (Deic).

As três vítimas fatais do ataque serão sepultadas na tarde de hoje (22). A identificação foi feita ainda ontem pela Polícia Militar. São elas: Adriana Coelho da Silva, 42 anos, Roseli Ramalho Ferreira, 55 anos, e Valdemar da Silva Venâncio, 68 anos.

As três pessoas que ficaram feridas são um jovem de 28 anos que está em estado grave, uma idosa de 60 anos que apresenta quadro estável e uma idosa que foi socorrida com crise nervosa para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). O ônibus seguia do Terminal Urbano central para o Terminal da Vila Sônia por volta das 15h15, quando aconteceu o ataque. 


SOLIDARIEDADE E APOIO ÀS FAMÍLIAS DAS VÍTIMAS

A Diocese de Piracicaba, manifestou solidariedade e ofereceu apoio às famílias impactadas pela tragédia e também o Cemitério Parque da Ressurreição, administrado pela Diocese, se colocou à disposição das famílias.

Em nota diz a Diocese: “Como Igreja, rezamos e pedimos a todos os fiéis que orem pelas almas de Adriana Coelho da Silva, 42 anos; Roseli Ramalho Ferreira, 55 anos; e Valdemar da Silva Venâncio, 68 anos, que partiram de forma tão trágica".

"Oramos também pela recuperação física e psicológica dos sobreviventes do ataque e para que todos que presenciaram cenas tão terríveis possam superar, com fé em Deus, esse trauma.

“Toda morte provocada e violenta é um escândalo terrível, e quando acontece dessa forma, no meio de tantas pessoas, gera maior comoção, consternação e perplexidade. Assim ficamos, chocados, diante disso tudo. Mas a violência que nós vemos também precisa ser um questionamento, precisa nos ajudar a testemunhar a paz. A paz nasce da esperança, da fé e da solidariedade. Neste momento, as famílias que vivem o luto precisam muito desta solidariedade, de pessoa para pessoa. Isso é muito importante. É preciso rezar e é preciso testemunhar de forma concreta a nossa fé e nossa esperança no Deus da vida eterna”, comentou o bispo diocesano Dom Devair Araújo da Fonseca.

Sensibilizada com o fato de terça-feira, a Igreja local, orientada por Dom Devair, também iniciou um movimento de incentivo à doação de sangue, como gesto concreto de solidariedade a todas as vítimas de violência que estão hospitalizadas.” "Deus é a fonte de toda vida e nós, unidos em Cristo, por amor ao próximo, podemos ser instrumentos do Alto para gerar, promover e salvar vidas", disse o bispo.

 O Sindicato dos Metalúrgicos de Piracicaba e Região, divulgou em sua página oficial uma nota de pesar e solidariedade à família e amigos de Roseli Ramalho Ferreira, uma das vítimas, que era funcionária da entidade sindical.

A Prefeitura de Piracicaba lamentou o ocorrido e se solidarizou com as famílias das vítimas e também a concessionária TUPi Transporte, responsável pelo transporte público do município, divulgou nota de pesar e informou que está acompanhando o caso e em contato com as autoridades locais e a prefeitura municipal.

 

COMENTÁRIOS (Os comentários são de responsabilidade do autor, e não correspondem à opinião do SBNotícias).