Notícias


SAúDE

25/03/2020 às 13:29:00

Covid-19: Cooperativa de Reciclagem de SB orienta população sobre coleta seletiva


Nesse período de isolamento social em decorrência da pandemia do Covid-19, a Cooperativa  de Trabalho dos Coletores de Reciclagem “Juntos Somos Fortes”, de Santa Bárbara d’ Oeste, está fazendo uma campanha de orientação à população sobre as formas de realizar a coleta seletiva proporcionando mais segurança aos coletores em relação aos riscos de contaminação ao  manusear os resíduos sólidos ou secos neste momento. Ao mesmo tempo, a Cooperativa busca orientações da Prefeitura sobre a atividade dos catadores e coletores de reciclagem.

A campanha orienta a população para aproveitar esse período em casa e fazer uma faxina destinando os materiais recicláveis para as Cooperativas. “Para isto ocorrer, é importante que ao manusear o Resíduo Seco, estes sejam acondicionados em sacos plásticos e vedados, pois, dependendo do material reciclável, o vírus pode durar até 72 horas. Desta forma você higieniza e limpa sua casa, e colabora com as Cooperativas de Reciclagem. O caminhão da coleta seletiva segue passando nos bairros, porém é importante que a população atente a esses cuidados, vedando os sacos plásticos com os materiais", explicou a presidente Elisabete Maria de Lima Matos.  

A coordenação das Cooperativas ressalta que este material, ao chegar na Cooperativa, ficará em descanso por até três dias, tempo suficiente para evitar a contaminação aos trabalhadores.

O trabalho realizado pelos catadores e coletores de reciclagem é realizado em parceria com a Prefeitura. Nesse momento crítico na questão de saúde, a coordenação busca orientações e o apoio necessário da Prefeitura, com relação às medidas determinadas em decreto do Governo do estado e do governo municipal. "Estamos no “olho do furacão”, pois, sabemos dos riscos em manusear os resíduos sólidos ou secos neste momento que deve ser seguido dos mais cuidadosos procedimentos. As cooperativas necessitam de todos os EPIs para sua segurança, e inclusive do álcool em gel e mascaras de proteção, produtos que tem faltado no mercado nos últimos dias”, salientou Elisabete Maria.

A coordenação das cooperativas ressaltou ainda a sua preocupação com a existência ou não de políticas públicas que o município deverá empregar em caso de ocorrer um ápice da pandemia em Santa Barbara d Oeste. “Nossos cooperativados, tendo em vista, a situação de vulnerabilidade social, sofrerão com os impactos de medidas mais severas, tais como a restrição de continuarem trabalhando", completou.


(Foto Reprodução Facebook)  

COMENTÁRIOS (Os comentários são de responsabilidade do autor, e não correspondem à opinião do SBNotícias).


AO VIVO

Veja a programação da
Rádio Brasil AM ao vivo


FALECIMENTOS