Notícias


Cidades

14/05/2022 às 12:44:00

CPFL Paulista registra 14 colisões contra postes em SB entre janeiro e abril


Foto: Arquivo/Cláudio Mariano/Portal SBNotícias

Os casos de colisão de veículos contra postes continuam altos na região de Campinas. Um levantamento da CPFL Paulista, que compreende 33 cidades da região, mostrou que foram 287 colisões entre janeiro e abril deste ano e chama atenção para o assunto, principalmente durante o mês da campanha de conscientização no trânsito – Maio Amarelo. Em Santa Bárbara d’Oeste foram 14 neste ano.

Em algumas cidades houve crescimento dos casos. Em Campinas, por exemplo, foi registrado crescimento de 14,5% na comparação do primeiro quadrimestre de 2021, quando foram 69 colisões, com o mesmo período de 2022, que teve 79 ocorrências. Americana, Santa Bárbara d’Oeste e Sumaré também tiveram elevação no mesmo período.

De acordo com o balanço divulgado, em Santa Bárbara d’Oeste, foram 14 casos nos primeiros quatro meses de 2022 e em 2021, o número foi menor, 11. Já nos 12 meses de 2021 foram 45 e em 2020,

“A elevação dos casos de colisões contra postes foi verificada em várias cidades nos primeiros quatro meses deste ano. Isso nos preocupa e reforça a necessidade de trabalharmos o assunto de maneira preventiva e buscando a conscientização dos motoristas. Durante o Maio Amarelo, a CPFL Energia chama ainda mais a atenção para este tema, que é uma questão de segurança essencial", afirma o gerente de Saúde e Segurança do Trabalho da CPFL Energia, Marcos Victor.

As colisões registradas entre janeiro e abril de 2022, na região de Campinas, resultaram em ocorrências de interrupção no fornecimento de energia que demandaram, em média, 2,26 horas de serviços da companhia. Isso inclui, basicamente, a substituição de poste, reconstrução de rede de distribuição e restabelecimento da energia. Dependendo da gravidade do acidente, as equipes de campo precisam também aguardar a realização dos trabalhos da perícia policial para poder então iniciar o trabalho de manutenção.

COMENTÁRIOS (Os comentários são de responsabilidade do autor, e não correspondem à opinião do SBNotícias).