SERVIÇO

AcessaSP cadastrou mais de 100 mil usuários em 2017

12/02/2018 - 08h07

 

Compartilhar via E-mail

O programa de inclusão digital AcessaSP recebeu pouco mais de 118 novos usuários no ano passado. Esse dado mostra que ainda existe uma forte demanda pelo serviço de internet grátis do Governo do Estado.

Em todo o Estado, há 547 postos do programa. Nos postos do AcessaSP os usuários podem utilizar os computadores para ter acesso aos serviços públicos oferecidos pelo governo por meio digital, realizar trabalhos, pesquisas ou navegar livremente pela internet; imprimir currículos e outros documentos e até e mesmo desenvolver projetos, com o uso de tecnologias e que beneficiem a comunidade.

Além do serviço voltado para a população adulta, mais de 3 mil crianças tiveram acesso aos postos do Acessinha, que são espaços reservados para crianças de 4 a 10 anos de idade. No acumulado do ano, foram realizados 3.635.161 atendimentos nos postos e 34.278 atendimentos para crianças nas 12 unidades do Acessinha.

Todos os postos possuem monitores que orientam e esclarecem dúvidas dos usuários.ualquer pessoa pode usar o AcessaSP gratuitamente sendo no primeiro atendimento o usuário precisa apenas fazer um cadastro, apresentando o RG, e assinar o Termo de Adesão; nos demais acessos basta apresentar o RG; a sessão de atendimento pode ser de 30 ou 60 minutos, dependendo do posto ao final da sessão, o usuário pode utilizar novamente o computador desde que volte para a fila e aguarde sua vez; não há limites de acessos por dia; menor de idade deve se cadastrar com a autorização do responsável e apresentar cópias dos RGs de ambos.

Desde que surgiu, em 2000, o programa de inclusão digital adotou o modelo de parceria. Os postos funcionam em unidades do Poupatempo, nos Centros de Integração da Cidadania (CIC) da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania; em locais de transporte público (EMTU e CPTM), entre outros órgãos estaduais, como o Itesp, ou em parceria com prefeituras municipais.

 

Fonte: Governo do Estado

Comentários

(Os comentários são de responsabilidade do autor, e não correspondem à opinião do SBNotícias).