GERAL

Justiça condena servidor público por calúnia a vereador

07/12/2017 - 17h29

 

Compartilhar via E-mail

A juíza da 1ª Vara Criminal de Santa Bárbara d' Oeste, Camila Marcela Ferrari Arcaro, dando sequência ao processo de queixa-crime proposto pelo vereador José Luis Fornasari, o Joi, em 2014, mandou expedir nesta semana mandado de prisão ao servidor público Nilton Costa da Silva, por crime de calúnia. Nilton foi condenado a 1 ano e 20 dias de detenção no regime inicial semi-aberto e ao pagamento de 18 dias-multa, além de outras taxas como penalidade. Ainda cabe recurso.

De acordo com a queixa-crime, em fevereiro daquele ano o servidor publicou em sua pagina pessoal do sítio virtual uma postagem intitulada "O vendedor de Citotec" afirmando, entre outras coisas, que Joi "era um dos maiores vendedores de Citotec de Santa Bárbara d' Oeste". No decorrer do processo houve audiência com as partes e a defesa requereu a absolvição, alegando que os fatos não estão suficientemente comprovados.  Mas a juíza que proferiu a sentença em 2015, Miriana Melhado Lima Maciel, julgou procedente a queixa. A defesa recorreu ao Tribunal de Justiça de São Paulo, pedindo também a redução da pena, mas o Tribunal de Justiça manteve a sentença inicial.  

Nilton Costa não está na cidade, mas em conversa por telefone ele disse que vai recorrer. A reportagem tentou também falar com o vereador Joi Fornasari por telefone, mas não conseguiu. 

Fonte: Redação

Comentários

(Os comentários são de responsabilidade do autor, e não correspondem à opinião do SBNotícias).