MANIFESTO

Embora não oficializada sobre ato do dia 28, PM fica em estado de atenção

26/04/2017 - 15h32

 

Compartilhar via E-mail

Embora ainda não tenha sido oficializada pelos organizadores do ato em repúdio às reformas propostas pelo Governo Federal, que propõem mudanças nas regras trabalhistas e da Previdência Social, que acontece nesta sexta-feira, dia 28, em Santa Bárbara d'Oeste, com passeata em percurso entre as praças Dona Carolina, a do Fórum, e a Coronel Luiz Alves, a Central, a Polícia Militar do município estará em estado de atenção para qualquer ocorrência que vier a acontecer durante o manifesto.

"Formalmente, ainda não nos chegou qualquer pedido de policiamento ou nenhuma comunicação de evento/greve. Pode ser que, eventualmente, tenham encaminhado diretamente ao Batalhão, que repassará para nós, o que ainda não ocorreu. Informalmente, a gente sabe que irá acontecer uma certa manifestação, um evento democrático, reivindicando melhorias sociais, e acreditamos que, caso tenha algum manifesto, ele seja pacífico, não creio que impeçam o trânsito de veículos, porém, a Polícia Militar estará ali para atuar, garantindo o direito de ir e vir de todo cidadão e da livre expressão. Em caso de passeata ou um ato em praça pública, espero que os responsáveis ainda mantenham contato conosco para que tudo ocorra dentro da maior segurança possível", ressaltou o tenente Wellington Merino Funk, da 2ª Cia da PM de Santa Bárbara d'Oeste.

A chamada ‘Greve Geral' contra as reformas tem adesão, no município, de entidades sindicais dos mais variados segmentos, com destaque para professores, condutores, comerciários, metalúrgicos, da borracha e têxteis; movimentos sociais, fóruns de debates, associações de bairros, igrejas e lideranças políticas. A expectativa dos organizadores é que cerca de 10 mil pessoas estejam participando desse ato.

 

 

Fonte: Redação

Comentários

(Os comentários são de responsabilidade do autor, e não correspondem à opinião do SBNotícias).

 

 

Veja também