PROFESSORES

Apeoesp faz balanço de assembleia a favor de ‘Greve Geral’ no dia 28

19/04/2017 - 15h33

 

Compartilhar via E-mail

A Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo) promoveu no dia 31 de março, uma assembleia que reuniu no Vão Livre do Masp (Museu de Arte de São Paulo), segundo dados da organização, cerca de 40 mil educadores paulistas, que aprvovaram calendário visando a ‘Greve Geral' de 28 de abril, em protesto à proposta do Governo Federal para a reforma da Previdência Social. Além disso, foi debatida a pauta da campanha salarial da categoria, que reivindica uma reposição dos vencimentos na casa dos 22,3%.

"Foi uma grande assembleia, contando com mais de 40 mil professores, depois tivemos uma unificação com trabalhadores de outros setores, o que fez com que o ato se tornasse ainda mais expressivo. E, me parece, que São Paulo tem sido a vanguarda dessa luta contra a reforma da Previdência, que é o nosso eixo central, porque ninguém aceita essas mudanças do Governo Temer na forma de retirar direitos. E estaremos, sim, apoiando a 'Greve Geral' do dia 28, e todas as escolas do Estado estarão fechadas nesta data", ressaltou Maria Izabel Azevedo Noronha, a Bebel, presidente da Apeoesp.

De acordo com nota da Apeoesp, a campanha contra as recentes medidas do Governo Temer apresenta cinco eixos principais: ‘Não à Reforma da Previdência!'; ‘Reajuste Salarial Já!'; ‘Contra a Terceirização'; ‘Contra a reforma trabalhista'; e ‘Nenhuma disciplina a menos no Ensino Médio, currículo máximo e qualidade da Educação'. A entidade promoverá caravanas à Brasília como forma de pressão aos deputados que deverão votar essas questões nas próximas semanas. Os intens da ação serão divulgados através de outdoors, lambe-lambes, adesivos e faixas contra o Executivo nacional.

 

Fonte: Redação

Comentários

(Os comentários são de responsabilidade do autor, e não correspondem à opinião do SBNotícias).

 

 

Veja também