LUTO

Morre Juvenal Juvêncio, ex-presidente do São Paulo

09/12/2015 - 10h44

 

Compartilhar via E-mail

Juvenal Juvêncio, ex-presidente do São Paulo, morreu na manhã desta quarta-feira (09), em decorrência de um câncer de próstata. De acordo com o São Paulo, o dirigente estava internado há alguns dias no Hospital Sírio Libanês. Em sua conta no Twitter, o clube lamentou a perda do dirigente. "Com o mais profundo pesar, o São Paulo comunica o falecimento de seu ex-presidente e benemérito Juvenal Juvêncio".

Nascido na cidade de Santa Rosa do Viterbo (SP), Juvenal Juvêncio foi advogado, investigador de polícia e deputado estadual entre 1988 e 1990, depois entre 2006 e 2014. Na política, presidiu a antiga Cecap (atual CDHU) entre 1971 e 1975, na gestão de Laudo Natel como governador.

Em 1984, em gestão de Carlos Miguel Aidar à frente do São Paulo, Juvenal assumiu o posto de diretor de futebol, no qual ficou até 1988. No mesmo ano, em eleição polêmica, assumiu pela primeira vez a presidência da equipe. Ficou até 1990.

Entre 2003 e 2006, como vice-presidente de futebol, trabalhando como diretor de futebol na equipe que conquistou a Copa Libertadores da América e o Mundial de Clubes em 2005. Foi eleito presidente em 2006, reeleito em 2008 e 2011 e deixou o cargo em 2014. Para permanecer por três mandatos consecutivos no cargo, mudou o estatuto do clube, sendo acusado de 'golpista' pela oposição.

Além dos títulos, Juvenal também contribuiu para a melhora da estrutura física do São Paulo. O dirigente foi responsável pela modernização do CT de Cotia, utilizado pelas categorias de base, e pela criação do Reffis, moderno centro de reabilitação no CT da Barra Funda.

Juvenal costumava manter um bom relacionamento com o elenco são-paulino e foi homenageado pelos jogadores em seu último jogo à frente do São Paulo, em 2014.

Confira abaixo, na íntegra, a nota de pesar publicada pelo São Paulo em seu site oficial:


JUVENAL JUVÊNCIO

Benemérito, Conselheiro Vitalício e um dos dirigentes mais vencedores da história do São Paulo Futebol Clube, Juvenal Juvêncio presidiu o Tricolor Paulista no Tricampeonato Brasileiro (2006, 2007 e 2008), na conquista do Paulista de 1989 e no título da Copa Sul-Americana de 2012.

Foi também o Diretor de Futebol das conquistas do Campeonato Brasileiro de 1986, dos Campeonatos Paulistas de 1985, 1987 e 2005, além da inesquecível campanha que deu ao clube os títulos da Copa Libertadores e do Mundial Interclubes de 2005.

Entusiasta do futebol de base, foi o idealizador do Centro de Formação de Atletas Presidente Laudo Natel, em Cotia, inaugurado em 2004 pelo então referência mundial no esporte onde foram forjados grandes jogadores do futebol mundial como Lucas, Oscar, Casemiro e Hernanes. O constante cuidado com o patrimônio do clube garantiu que todas as instalações passassem por obras de melhorias, renovação e conservação durante seus mandatos.

O moderno centro de imprensa do CT da Barra Funda, utilizado com grandes elogios pela Seleção dos Estados Unidos durante a Copa do Mundo, foi a última obra de sua gestão. Não por acaso seu último ato assinado como presidente foi também dar nome ao complexo, que deverá ser chamado "Centro de Imprensa Rogério Ceni" tão logo o grande capitão são-paulino se aposente."Eu passei por várias pessoas importantes nesse clube, e o São Paulo é desse tamanho por causa dessas pessoas. O Juvenal deu um estirão no São Paulo, porque ele é empreendedor mesmo, ele fez crescer demais esse clube. Sei da paixão dele por esse clube, e somos muito agradecidos a ele", afirmou o ex-técnico Muricy Ramalho quando Juvenal encerrou seu último mandato à frente do clube, em abril de 2014.

Rogério Ceni também falou ao presidente na ocasião. "O senhor foi um cara muito especial na minha vida e na do São Paulo por fazer o clube crescer cada vez mais. O senhor foi o cara mais empreendedor em muito tempo. Quando eu falo centralizador não é negativo, é uma característica, eu me sinto assim, e queria agradecer por tudo o que a gente passou em todo o lugar do mundo", completou o M1TO.

 

Fonte: Redação

Comentários

(Os comentários são de responsabilidade do autor, e não correspondem à opinião do SBNotícias).